Recape da via de acesso à UDM da Lar está garantido

Categoria: Viação e Obras Publicado: Quinta, 23 Novembro 2017

Foi assinado na sexta-feira (17) o contrato do recape asfáltico da via de acesso à Unidade de Distribuição de Mercadorias (UDM) da Lar. A obra vem sendo discutida há algum tempo e visa solucionar problemas causados pelos buracos e solavancos provocados pela má conservação. O trecho, de pouco mais de 600 metros de extensão, tem tráfego intenso com a movimentação de cargas e, pelo estado em que se encontra, vem causando prejuízos ao transporte da produção da UDM da cooperativa. 

No total, a obra da Rua dos Timburis vai consumir 4.326 m2 de recape asfáltico e será executada pela empresa Ecopavi Construtora de Obras, vencedora da licitação, a um custo de R$ 155.952,92. O prazo de execução é de 60 dias, mas segundo o representante da empresa, presente na assinatura do contrato, Rodrigo Fausto Bertol, deve ser concluída bem antes, já que leva no máximo 3 dias para ser executada.

A obrigação de manter a via em boas condições de trafegabilidade é do Município mas, mesmo assim, entendendo que as finanças públicas passam por um certo arrocho, provocado pela crise, a direção da Cooperativa, por seu presidente, Irineo da Costa Rodrigues, propôs bancar 50% do valor, o que foi aceito de pronto pelo prefeito Germano Bonamigo. Os vereadores Telmo Cardoso, Mário Mittmann, Darcy Borchart e Claudete Maranhão, acompanharam as negociações, já que tinham apresentado indicação da obra na Câmara Municipal.

Na primeira apreciação da matéria pela Câmara, os dois Projetos de Lei que dispunham sobre a abertura de crédito adicional especial ao orçamento, para custear a obra, foram rejeitados pela maioria que compõem a Casa, em duas votações. Até então o Município iria bancar os outros 50% da obra com recursos próprios. Mas, com novas negociações, os vereadores resolveram repassar (do caixa da Casa) R$ 75 mil, pouco menos de 50% do valor da obra, que reforçará o caixa do Município, que agora vai desembolsar menos de R$ 3 mil de recursos próprios.

Participaram do ato de assinatura do contrato no Gabinete do prefeito Germano Bonamigo, o gerente do entreposto da Lar de Céu Azul, Anacleto Perondi; o gerente da UDM, Marcos Cardoso; o presidente da Câmara, Eliazar José Brizolla; vereadores Telmo Cardoso, Mário Mittmann, Maria Margareth, Darci Rieger e Enivaldo Dalmás.

A FORÇA DA LAR EM CÉU AZUL
A UDM, além de distribuir para vários estados brasileiros mais de 130 produtos da marca Lar que levam o nome de Céu Azul nos rótulos, abriga a linha de beneficiamento e classificação de ovos, que diariamente produz 1.700 caixas, ou seja, 612.000 ovos e a intenção é triplicar este número até 2018. É justamente neste produto que a cooperativa enfrenta o maior problema, ocasionado pelas condições atuais da via. Os prejuízos causados pela quebra, em função da trepidação e solavancos, são constantes.

No ano passado, a unidade obteve um faturamento de R$ 61,7 milhões, com uma projeção de atingir a casa dos R$ 80 milhões neste ano com os investimentos que a cooperativa pretende fazer, principalmente com a ampliação da produção de ovos. Atualmente, a UDM emprega 85 pessoas e a ideia é ampliar em mais 35 postos de trabalho.

É difícil mensurar os benefícios de ter a Lar em Céu Azul. Somente em IPTU a cooperativa recolheu neste ano R$ 100 mil, valor superior ao que o Município disponibilizaria para a obra. Aqui está instalado o segundo maior complexo da Lar. São mais de R$ 16 milhões de ICMS recolhidos por ano e outros R$ 60 mil em ISS, diretamente aos cofres do Município. Quem sabe esteja na geração direta dos 400 postos de trabalho um dos maiores benefícios dessa que é a maior empresa instalada em Céu Azul, com uma folha de pagamento superior a R$ 1 milhão/mês, que irriga todo o comércio local.

 

Acessos: 1514