Falta de chuvas prejudica conservação de estradas

Categoria: Viação e Obras Publicado: Quinta, 14 Setembro 2017
O baixo volume de chuvas, com a umidade relativa do ar alcançando níveis críticos, não tem prejudicado somente as condições de saúde das pessoas que residem em Céu Azul e região. O número de incêndios ambientais também tem assustado a população, sobretudo a rural, que ainda sofre com a dificuldade enfrentada pelas equipes que trabalham com a conservação das estradas. Sem umidade no solo o cascalho que geralmente cobre o leito das estradas soltam com facilidade, deixando alguns trechos com a trafegabilidade prejudicada. De acordo com o secretário de Viação e Obras de Céu Azul, Valdir Maranhão, esta condição só vai melhorar quando a precipitação pluviométrica normalizar. “Isso não quer dizer que nossas equipes não estejam trabalhando. Até mesmo a recuperação de vários trechos com cascalhamento estão sendo realizadas. O que vamos ter que fazer, quando as condições do tempo normalizar, é repassar todos os trechos realizando nova compactação”.

No Paraná, historicamente, os meses de inverno são aqueles onde o volume de chuvas é menor. Segundo o Climatempo pouca chuva está prevista para os próximos dias em Céu Azul (veja imagem). A previsão para sexta-feira (15/9), se chover, serão apenas 10mm e 5mm para sábado e domingo. A condição de secura vem persistindo a mais de 80 dias. As poucas chuvas que caíram não foram suficientes para amenizar o problema.

Segundo o que aponta relatório de índices pluviométricos fornecido pelo entreposto da Cooperativa Agroindustrial Lar, neste mês de setembro, no pluviômetro instalado em Boa Vista, Céu Azul, não houve registro de chuvas. No mês de junho foram apenas 76 mm e em julho um único milímetro foi registrado. A última boa chuva ocorreu no dia 20 de agosto, 115 mm, mas que não foi suficientemente volumosa como era necessária. As altas temperaturas registradas neste inverno tem agravado a situação.
 
 
 
 
Acessos: 1729